O governador eleito, Renato Casagrande (PSB), anunciou o ex-prefeito de Vitória, Luiz Paulo Vellozo Lucas como futuro diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves (ISJN). Além dele, conforme ESHOJE já havia adiantado, também fará parte do primeiro escalão do próximo governo o atual secretário de Fazenda da prefeitura da capital, Davi Diniz. Ele será o secretário-chefe da Casa Civil. O futuro chefe do Executivo anunciou ainda a jornalista Flávia Mignone como secretária de Comunicação – cargo que ocupou na Gestão Casagrande entre os anos 2011/2014.

casagrande e secretarios

Durante o anuncio dos novos nomes, Casagrande recordou que Luiz Paulo, além de Prefeito da capital, também foi deputado federal e em 2017 foi secretário nacional de desenvolvimento urbano do Ministério das Cidades. O futuro governador espera do instituto um auxilio para formular políticas públicas através dos diagnósticos, estudos, projeções além de aprofundar temas importantes e levantar debates. Casagrande deseja que o ISJN centralize um observatório da violência no Espírito Santo unindo informações de diversos delitos como homicídio, para que a sociedade possa acompanhar os atuais indicadores do estado.

O futuro secretário da Casa Civil Davi Diniz, é servidor de carreira do Governo do Estado, e trabalhou como especialista em políticas públicas na Secretaria de Gestão de Recursos Humanos. Além disso, Diniz também foi presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e Secretário de economia e planejamento no período de Governo de Casagrande. Hoje é Secretário Municipal da Fazenda de Vitória. Para o futuro governador, em 2019 terá um papel essencial de colaborar com a articulação com a Assembleia Legislativa do Espírito Santo (ALES), com os partidos políticos e interesses do governo que tramitam na Ales. Um papel, segundo Casagrande, importante e estratégico para as propostas de Governo do próximo ano.

Já Flávia Mignone, que assume em 2019 a como secretaria de Comunicação, é formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), foi superintendente de comunicação do último governo de Casagrande. Ele reitera que buscará a unificação da comunicação do Governo. O novo sistema deve envolver também o Diário Oficial e unir as estruturas administrativas como uma só, caminhando para a racionalização das estruturas administrativas.

Os dois primeiros foram Álvaro Duboc, que atualmente coordenador a equipe de transição do governador eleito e será secretário de Planejamento, e para a Fazenda o nome escolhido foi o de Rogelio Pegoretti Caetano Amorim, auditor de controle externo do Tribunal de Contas do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *