Não sei responder às indagações que me fazem, do que eu acho das prefeituras de Cariacica e Serra abrirem mais de 600 vagas com salários superiores a R$ 2.475,00.

Sei que as municipalidades brasileiras possuem mais de 60% do seu funcionalismo inteiramente inútil, gastando um dinheiro que o município não tem para gastar e, como resposta ao aumento dos custos com pessoal, aumenta os tributos, criam “serviços” com objetivos de arrecadar mais ou multam de forma impiedosa, como o caso das calçadas cidadãs, uma obrigação municipal, mas que o esbulho autoritário joga nas costas do munícipe e, como ele não tem para quem apelar, os conselhos de recursos fiscais são uma tragédia, só o município que tem direito, o jeito as vezes é até perder o gosto de viver.

A criação de cargos públicos, ao meio da tragédia nacional, onde não existem recursos públicos para pagar a conta, o negócio é todo mundo se acomodar ao meio dessa pouca vergonha, com as obras que não acabam nunca e cada vez entre mais gente para ser atulhada em repartições onde os “servidores” têm até horário de ficar encostado, de 12 às 17 horas, infalivelmente…

Deve ser uma desgraceira, nos 5.740 municípios que existem no país, cada qual tocado por um analfabeto e meio, que está mais para assaltar os cofres públicos do que mesmo promover o desenvolvimento.

As vezes fico imaginando, como seria bom que os administradores públicos fossem inteligentes, decentemente instruídos para não cometerem tanta asnice, em nome de uma maldita votação que elegeu um analfabeto.

Como ainda não estabeleceram uma regra ditatorial que estamos impedidos de raciocinar, fico a imaginar como tem gente, pelo menos que se diz alfabetizada, querendo a volta de Lula ao poder. Será que essa gente está doida? Falando sério? Está com gozação?

Como se pode desejar a volta de um puta analfabeto de pai e mãe, um fenômeno inútil, para ser novamente presidente da República?

Temos aí um caso generalizado de amnésia, de microcefalia. Não pode haver seriedade por parte dessa gente. Será que a corrupção foi tão contagiante assim?

Não sou e tenho certeza que jamais serei porta voz, de seja lá quem for, muito menos das Forças Armadas. Mas, se elas, as Forças Armadas, permitirem que a bagunça, a imoralidade reine no país e eles não intercederem para nos livrar desses monstros inescrupulosos, estamos realmente fodidos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *