A identidade do diretor de Habilitação e Veículos do Departamento Estadual de Transito (Detran/ES) está sendo utilizados para aplicar nova modalidade de golpe via WhatsApp. Por meio do aplicativo, os bandidos oferecem retirada de multas e a venda de carros e motos que não existem com preços bem mais abaixo do mercado.

golpe detran 2Os golpistas usam o nome e a foto do diretor José Eduardo de Souza e mandam mensagens para números diversos. São oferecidos principalmente veículos em bom estado, com valores entre R$ 2 mil e R$ 4 mil. Eles justificam os baixos valores afirmando que são carros e motos que não foram arrematados em leilões antigos, veículos estes que não constam e nunca constaram no sistema do Detran/ES.

A ação foi descoberta por meio de uma denúncia feita por um casal que compareceu, na tarde da última segunda-feira (05), à sede do Detran procurando pelo diretor José Eduardo. O casal recebeu mensagens oferecendo veículos com agilidade e facilidade e resolveu marcar um encontro para ver a situação do automóvel, mas no local – um pátio desativado do Detran –, não havia ninguém.

golpe detranAlém da denúncia feita pelo casal, José Carlos havia recebido também vários “prints” de uma conversa onde uma pessoa utilizava seu nome e foto oferecendo facilidades para baixar indevidamente o valor de multas. “O que nós identificamos inicialmente, foi que todas as informações colocadas nas mensagens de WhatsApp são informações públicas. Um antigo pátio, a minha foto, serviços que o Detran presta. Então ele vai tentando formar um cenário que pode levar a pessoa a entender que aquilo é verídico”, conta o diretor.

Até o momento não há mais vítimas confirmadas, nem o envolvimento de funcionários do Detran no caso, mas as investigações seguem afim de que se possa chegar aos suspeitos. Depois de identificados, os autores poderão ser indiciados por crimes de estelionato, falsa identidade, calúnia e difamação.

O Detran alerta que nenhuma venda é feita via redes sociais. Todos os leilões são realizados online desde dezembro de 2016 e mesmo que os veículos não sejam arrematados, eles tornam a ser leiloados. A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) solicita a quem receber mensagens com esse teor que entrem em contato com o disque denúncia 181 para auxiliar nas investigações.

Texto: Bárbara Caldeiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *