Depois de uma abertura bastante negativa, o Índice Bovespa chegou ao final do pregão em situação bem mais amena. Com a liquidez reduzida pelo jogo do Brasil na Copa e bastante sensível à influência internacional, o índice fechou aos 72.839,74 pontos, na máxima do dia, em alta de 0,11%, depois de ter caído até 1,14% pela manhã. Os negócios somaram R$ 6,64 bilhões.

A virada das bolsas de Nova York à tarde foi determinante para levar o índice Brasileiro ao terreno positivo. A melhora aconteceu com o abrandamento do tom protecionista do presidente Donald Trump, que afirmou que a Casa Branca está perto de fazer “alguns acordos comerciais justos” e descartou a saída do país da Organização Mundial do Comércio. As ações da Petrobras se descolaram da queda dos preços do petróleo e terminaram o dia com ganhos acima de 1%. Houve melhora também dos papéis dos setores financeiro e elétrico.

Pela manhã, o temor de acirramento das disputas comerciais geraram uma onda de aversão ao risco, que afetaram as bolsas de Nova York e Europa. No fim de semana, o presidente Trump havia dito que a União Europeia era possivelmente “tão ruim quanto a China” no que diz respeito a prejudicar o comércio americano. Hoje, a UE afirmou que poderia tarifar US$ 300 bilhões em produtos dos EUA se Trump for adiante com a proposta de sobretaxar carros fabricados nos países do bloco.

“As oscilações do Ibovespa foram determinadas em boa parte pelo cenário externo. De fato, as tuitadas de Trump trouxeram aos mercados um cenário de maior volatilidade”, observou Pedro Paulo Silveira, economista da Nova Futura Corretora. O economista apontou, ainda, alguma movimentação de ajustes de carteiras para o segundo semestre.

As ações da Petrobras iniciaram a recuperação ainda no início da tarde, mas perderam fôlego momentaneamente, com a notícia de que a Vantage Drilling venceu pedido de arbitragem de US$ 622 milhões contra a empresa. Em seguida, voltaram a ganhar fôlego e terminaram o dia com altas de 1,34% (ON) e 1,63% (PN). Já os papéis da Vale não se recuperaram da baixa do minério de ferro no mercado à vista chinês e terminaram o dia em queda de 1,67%.

Paula Dias
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *