furtos e roubos2A polícia prendeu nesta quinta-feira (9) um homem identificado como Roberto Pereira Lage, de 39 anos. Junto com ele, foi apreendido um veículo Spin (cor branca) de placa clonada, que segunda a investigação, era usado pelo suspeito para transporte em uma funerária irregular de Jacaraípe, na Serra.

Segundo a polícia, o carro foi roubado de um motorista de aplicativo, no dia 21 de dezembro de 2017, no bairro Castelândia, também na Serra. Ele foi fechado por dois homens, que conduziam uma moto. Após o crime, a placa do veículo foi trocada por outra, clonada de Minas Gerais.

Ainda de acordo com a polícia, a funerária, que está em nome do suspeito, funciona normalmente. Porém, os documentos foram encerrados no início do ano. A policia acredita que Lage utilizava  o veículo também para o tráfico de drogas, visto que já tem passagem na área.

“Isso até para fins de evitar uma fiscalização policial. Essa informação ainda não foi confirmada, mas nós vamos continuar as investigações”, afirma o titular da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos, Ícaro Ruginski.

De acordo com o delegado, a polícia chegou até o veículo através de uma denúncia, vinda de Minas Gerais. O proprietário legal da placa começou a receber multas do Espirito Santo, porém, nunca esteve no estado, e prestou queixa na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos. As investigações chegaram até a funerária de Roberto Lage.

O suspeito afirma que comprou o veículo roubado de um popular, por R$ 25 mil, mas que perdeu o contato com ele e nunca recebeu os documentos. Diz também que o dinheiro foi um empréstimo feito com um agiota, que ele também afirma não ter mais contato.

Roberto Pereira Lage estava em liberdade condicional desde outubro do ano passado, por tráfico de drogas. Ele foi autuado pelos crimes de receptação e adulteração no sinal identificador de veículo automotor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *