DPCAUm técnico de refrigeração, 50, foi preso por suspeita de estuprar a enteada, durante três anos. A vítima, que tem atualmente 18 anos, era mantida em cárcere privado e engravidou. O caso aconteceu em Vila Velha.

Segundo o titular da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), Lorenzo Pazolini, a prisão do suspeito aconteceu na última terça-feira (29). “Essa jovem, com aproximadamente 15 para 16 anos de idade, começou a ser abusada sexualmente pelo companheiro da mãe, que conviveu com ela 12 anos, a viu crescer. Mas infelizmente passou a manter relações seguidas com ela no interior da residência”.

De acordo com delegado, a mãe da vítima, de 40 anos, trabalhava fora como vigilante patrimonial, durante a noite, em regime de plantão. Era nesse momento que o suspeito retirava a adolescente do quarto e a estuprava. Os abusos acabaram resultando na gravidez de uma menina, que atualmente tem menos de 1 ano. “Hoje ela é mãe de uma criança cujo o pai é o padrasto. Foi realizado um teste de DNA, que confirma a paternidade”.

Em depoimento, o suspeito negou os estupros ao delegado e chegou a dizer que amava a vítima como uma filha. Mas com a apresentação do exame de DNA, ele confessou o crime. “Mas ainda assim, se disse e que era procurado por ela. Mas essa é uma versão absolutamente fantasiosa”, afirmou Pazolini.

Lorenzo Pazolini disse que vítima tentou tirar a própria vida duas vezes durante a gravidez. A mãe dela descobriu o que acontecia quando a gestação completou 4 meses.

O delegado explicou que crianças e adolescentes em situação de abuso sexual apresentam sinais, entre eles falta de apetite e queda no rendimento escolar. “Também temos aversão ao abusador. A vítima se retrai sempre que está presença do abusador e fecha no mundo dela, porque quer se defender. Também existe a automutilação, com corte nos pulsos e tentar diminuir a dor psicológica”.

O suspeito vai responder por estupro, com os agravos de a jovem ser menor de 18 anos e o fato de ter engravidado. Ele foi encaminhado ao Presídio Estadual de Vila Velha (PEVV 5).

Com informações de Heberton Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *