Ricardo Malta Amurim

Um homem foi preso, em Valparaíso, na Serra, suspeito de integrar uma organização criminosa que adulterava placas de carros de luxo. Segundo a polícia, a função de Ricardo Malta de Amurim, de 43 anos, era guardar os veículos. No condomínio residencial onde ele estava foram encontrados um Honda Civic 2013 e um Kia Sportage 2014.

DFRV1Segundo a polícia, foram localizados os registros de ocorrências de roubo dos carros, que teriam acontecido em 2017, no município de Cariacica.

A suspeita da polícia é de que a organização criminosa adultere outras partes dos veículos de luxo para vender mais barato e aplicar golpes. A equipe da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV/DEIC) chegou ao caso após denúncias anônimas.

“Uma das informações dava conta de que alguns veículos estariam sendo escondidos dentro de um condomínio. A equipe passou a investigar, hoje pela manhã identificou o local, passou a vistoriar e localizou dois veículos de alto padrão com sinais de adulteração”, informou o titular da DFRV, delegado Ícaro Ruginski.

De acordo com o delegado, conversando com os moradores, a equipe chegou a pessoa de Ricardo Malta Amurim, que confessou ser o responsável pelos veículos e entregou as chaves. Ele foi encaminhado em flagrante a DFRV e autuado por receptação dolosa.

“O Ricardo alegou que teria recebido esse veículo em negociações com outro individuo, que ele não soube indicar quem seja ou como podemos contacta-lo. Sabemos que essa informação não é verídica, e que ele estava guardando esse veículo até que fosse, posteriormente, adulterado, e posto em circulação novamente”.

Ainda segundo o delegado, o suspeito afirmou que não recebeu os documentos do carros e estaria cobrando dessa outra pessoa. Porém, a informação da polícia é que os carros aguardavam por mais adulteração. O fim deles era a revenda. Ricardo Malta Amurim já tem passagens por receptação e teria sido preso.

A justiça estabeleceu fiança de R$ 5 mil para o suspeito, que até o momento, não foi paga. Ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Viana. A participação dele num grupo criminoso maior será investigada. “Vamos continuar as investigação para verificar a participação de outros integrantes e identificar, inclusive, os autores do roubo em Cariacica”, finalizou o delegado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *