Lindomar Fernades Lindomar Erivelto Fernandes, de 39 anos, suspeito de pornografia infantil ao ameaçar e exigir fotos íntimas de uma criança de 11 anos, foi apresentado na manhã desta segunda-feira (11) pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC). O detido é do estado de Minas Gerais, mas a vitima é do Espirito Santo.

O suspeito foi preso dentro de casa, na noite da última sexta-feira (08), em cumprimento de um mandado de prisão preventiva que estava em aberto contra ele. A prisão foi efetuada pelo setor de inteligência da Polícia Civil de Minas Gerais, na cidade de Nova Lima.

Para chegar até as crianças, Lindomar criava um perfil falso no Facebook com as informações da própria vitima, como foto e nome, logo depois ele entrava em contato com o perfil verdadeiro e exigia que a menina o enviasse fotos nuas, caso a vitima se recusasse ele ameaçava postar fatos mentirosos no perfil falso criado por ele, como por exemplo, dizer que a criança mantinha relações sexuais com o próprio pai.

Em meio às ameaças, a menina de 11 anos, cedeu aos pedidos do criminoso e enviou as fotos nuas pela rede social e logo depois bloqueou o suspeito, mas Lindomar não ficou satisfeito com essa atitude e chegou a divulgar as fotos no perfil falso “Ele não satisfeito apenas com as fotos e como havia sido bloqueado, Lindomar procurou a avó da criança e mandava recados para a menina, constrangendo também o familiar. Como a vitima não cedeu mais as exigências, ele divulgou as fotos da menina nua no perfil falso criado por ele fazendo com que todas as pessoas próximas a ela vissem o conteúdo” conta o titular da DRCC, Brenno Andrade.

O caso está sendo investigado desde 2015, quando a família prestou queixa da situação e a demora na prisão do acusado foi por conta da gravidade do crime “Esse tipo de crime deve ser bem investigado para que um inocente não seja acusado injustamente, por conta da gravidade do delito essa acusação pode acabar com a vida de alguém, então temos que ter certeza do responsável’ explica o delegado.

Lindomar já possui 21 processos civis e criminais, dentre eles outras duas prisões, uma prisão em 2013 também pelo mesmo crime, efetuada pela Policia Federal, porém o acusado foi solto logo depois e ainda usava tornozeleira eletrônica quando em 2015 ele foi detido novamente, dentro de sua casa, tentando fugir da policia, que estava com um mandado de busca e apreensão contra ele, com um mouse que escondia um pendrive e um cartão de memória contendo fotos de crianças em situações pornográficas.

O criminoso irá responder pelos crimes de Oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de pornografia envolvendo criança ou adolescente; Adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de pornografia envolvendo criança ou adolescente e Aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso. As três penas podem chegar a 13 anos de reclusão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *