presoUm homem de 32 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (18), em Vitória, suspeito de estuprar e engravidar a enteada. Os abusos aconteceram durante um ano sob ameaças, e começaram quando a menina tinha apenas 12 anos.

O suspeito é repositor de supermercado e contava com a conveniência da mãe da criança, uma cozinheira de 39 anos. O caso chegou a Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA), por meio de denuncia anônima em 27 de maio deste ano.

Na avaliação do delegado Lorenzo Pazolini, os vizinhos da família podem ter ajudado a denunciar, pois durante as diligências muitos que colaboraram disseram à polícia que a mãe da vitima vinha sendo alertada por eles. “Isso por eles ficarem muito sozinhos. Na rua ele a tratava com muita proximidade, e evitava que ela dialogasse com terceiros”. Disse também que o exame de DNA comprova o crime.

presaO filho da menina, fruto dos estupros, nasceu no dia 7 de agosto, apesar de tentativa de aborto. Segundo Pazolini, a irmã do suspeito deu chá abortivo para a vítima, mas ao passar mal e ser levada ao hospital, a criança nasceu prematura, de sete meses e sem qualquer sequela. O bebê a mãe estão sob cuidados de familiares. “Em depoimento a vítima todo o tempo afirmava que o padrasto é o pai da criança. Mesmo diante do exame, ele continua negando”.

O abusador foi levado para a Presídio Estadual de Vila Velha (PEVV5), e a mãe foi presa por omissão no presídio feminino. A irmã do acusado, que ofereceu chá abortivo para a vítima, também vai responder por tentativa de aborto. (Com informações de Thais Rossi).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *