Ricardo_Casagrande_PauloPor Paulo Cesar Dutra

Se for verdade, e não uma forma de ver a reação do mercado político, o governador Paulo Hartung (MDB) está fora das eleições 2018 como candidato à reeleição. Essa decisão foi anunciada aos seus secretários em reunião nesta segunda-feira (9). E veio apenas três dias após pesquisa realizada por instituto de fora do Espírito Santo apontando ele como segundo colocado, perdendo para o ex-governador Renato Casagrande.

Se de fato não concorrer, já há informações que seu candidato será o senador Ricardo Ferraço. Os dois, em mandatos anteriores, foram governador e vice. Mas a relação ficou marcada pelo “abril sangrento” de 2010, quando se preparando para concorrer a sucessão de PH no Palácio Anchieta, Ricardo teve que engolir concorrer ao Senado, porque o candidato do governador não seria mais ele, mas o então senador – e hoje seu maior concorrente e rival político – Casagrande.

Nos últimos dias o governador tem circulado com o senador pelo Estado e nesta segunda Ricardo teve grande espaço na sessão ordinária da Assembleia Legislativa, sendo elogiado por grande parte dos deputados da base governista.

Vice do Casagrande
O ex-governador Renato Casagrande (PSB) esta ás voltas com o nome do seu vice para fechar a chapa. O PPS insiste em indicar um vereador da Capital para vice. Se Renato fizer isto, vai fazer um péssimo investimento. Ele tem que fechar com político de peso e não com contrapesos, que só atrapalham.

Rose com Amaro Neto
Corre a boca miúda que o candidato a uma das vagas ao Senado Federal – já que um é dela – da senadora Rose de Freitas é o deputado estadual Amaro Neto. A “senadora dos prefeitos” capixabas estaria com seu staff na rua fazendo campanha para Amaro.

Atleta free
Por indicação dos deputados estaduais Nunes e Amaro Neto, está na subsecretaria de Estado de Esporte projeto de lei que libera do pagamento de entrada nas praças esportivas do Espírito Santo o desportistas filiados a AGAP-ES – Associação de Garantia ao Atleta Profissional – Espírito Santo.  A PL deve sair do Poder Executivo, por isso ainda não passou na Assembleia, quando apresentada pelos parlamentares. 

País da esculhambação
Nesse domingo, dia 8, o desembargador Rogério Favreto, de plantão no Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4), o Tribunal da Lava Jato, deu habeas corpus e mandou soltar Lula. A medida não foi acatada pelo juiz federal Sérgio Moro, que apontou “incompetência” de Favreto para adotar tal medida. Depois, o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF-4, revogou a decisão do plantonista, que foi filiado ao PT durante quase 20 anos e assessor na Casa Civil do governo Lula. Não é uma verdadeira esculhambação!

Oficina de parentalidade
O 2º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) e a Central de Apoio Multidisciplinar da Comarca de Colatina realizaram, na última semana, duas oficinas de parentalidade, com o objetivo de proporcionar às famílias que vivenciam conflitos judiciais, como ações de guarda, alimentos, divórcio e dissolução de união estável, um espaço de reflexão sobre o exercício da paternidade e maternidade. O projeto foi pensado com o objetivo de apoiar as famílias a entenderem o que ocorre com os filhos após a separação e, a partir disso, se organizarem para colocarem em prática mudanças eficientes para o bom entendimento familiar, buscando o menor dano emocional aos envolvidos.

Voto consciente
No próximo dia 17 de julho, servidores públicos estaduais, lideranças políticas e dirigentes de entidades representativas estarão reunidos no lançamento regional da “Campanha Voto Consciente – Servidores Públicos Eleições 2018”. O evento será realizado no auditório da Assembleia Legislativa, com início às 13h30. Quem convida é  Sindipúblicos.

Renovação parlamentar
A renovação parlamentar no Brasil pode ultrapassar os 60%, segundo previsão dos bruxos. A sociedade deseja  fazer uma limpeza geral este ano. Vamos encontrar muitos parlamentares procurando emprego em 2019.

 Caminhos do Campo
 Segurança para o deslocamento da população e para o escoamento da produção agrícola. Com esse objetivo, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), inaugurou, semana passada a pavimentação da estrada que liga a ES 264 até a comunidade de Pontões, em Afonso Cláudio. A obra faz parte do Programa Caminhos do Campo e recebeu o investimento de R$ 2,53 milhões para pavimentação de 2,69 quilômetros.

O Programa de Pavimentação de Estradas Rurais e Municipais é desenvolvido pela Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). O projeto pretende adequar e revestir estradas rurais capixabas, priorizando as áreas de maior concentração de agricultura familiar com o objetivo de melhorar o escoamento da produção, e reduzir os custos e as perdas dos produtos perecíveis. Além disso, o programa deseja facilitar a mobilidade da comunidade, aumentar o fluxo de visitantes no meio rural e colaborar com o desenvolvimento do agroturismo.

Bola fora
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, defendeu , em Londres, decisões em que revogou prisões ordenadas por juízes de primeira instância da Lava Jato e afirmou que houve um momento de “canonização” da operação no País, em que qualquer questionamento a ela era considerado “antirrepublicano”. Gilmar disse ainda que a lei de abuso de autoridade é uma das coisas nas quais o Brasil precisa “pensar” para os próximos anos.

“Em um momento houve a canonização da Lava Jato. Então, qualquer decisão contra a ação do (juiz Sérgio) Moro era considerada antirrepublicana, antipatriótica ou ‘antiqualquercoisa’, o que é uma bobagem”, disse Gilmar. O ministro concedeu entrevista ao Estadão/Broadcast em um hotel na capital inglesa, onde participa de um seminário na Universidade de Londres e no qual falou sobre os 30 anos da Constituição brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *