A Associação dos Procuradores do Estado do Espírito Santo (Apes) encaminhou ao governador eleito, Renato Casagrande, o resultado da eleição da lista tríplice dos procuradores do Estado candidatos ao cargo de procurador-geral. Pela ordem, os mais votados foram: Luiz Colnago Neto, Arlette Uliana e José Fernando Vescovi.

No documento, o presidente da Apes, Leonardo Pastore, destaca que a iniciativa segue a tendência adotada por outros estados em incentivar a mudança do modelo de escolha do procurador-geral. “Nosso intuito é alimentar o debate e não de criar qualquer impasse ou mal-estar com a nova gestão”, ressalta Leonardo Pastore.

Por meio de sua assessoria, o governador eleito disse que ainda não recebeu a lista ou qualquer pedido de audiência. Contudo, já adiantou que sem querer desmerecer o processo, sua escolha não deverá ser balizada pela lista. Segundo a assessoria de Casagrande, esse mecanismo escolhido pelo procuradores, embora já adotado em outros estados, não tem amparo legal e a escolha do procurador-geral é de livre decisão chefe do Poder Executivo estadual.

Fontes ligadas a Casagrande destacam que o processo eleitoral realizado pela Apes aconteceu quando ele já tinha sido eleito. Mesmo assim, não chegou a ser debatido com o futuro governador. E que, desta forma, diminui ainda mais a possibilidade de a Associação ter qualquer tipo de peso na escolha do Procurador-Geral do Estado a partir de janeiro de 2019.

Segundo comunicado da Comissão Eleitoral, o pleito contou com a participação de 93 procuradores. E que o Espírito Santo conta com 113 profissionais ativos e 31 inativos. Dos que compoem a lista, somente Luiz Neto é da ativa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *