Filipe Lima

Filipe Lima é empreendedor e fascinado pelas ideias e soluções inovadoras. Vasta experiência em projetos e estratégias de gestão de produtos para ambientes TI. Atualmente é Diretor Executivo da EverestWork. Possui especialização em Pós-Graduacão Lato Sensu em Gestão de Projetos e Graduação em Sistema de Informação.

Todos os anos milhares de criminosos, utilizam a Páscoa como cortina para a aplicação de novos golpes. Nesta época é tradicional presentear amigos e parentes com ovos de chocolate. E com os altos preços do produto nesta época do ano. Criminosos tem espalhado um falsa promoção que promote coupons de descontos para quem acessar um determinado site.

promocao-de-pascoa-mensagem-maliciosa-whatsapp-e1521055522959Segundo a empresa de segurança digital PSafe, o número de brasileiros atingidos pelo golpe impressiona. A empresa identificou, apenas entre os usuários de seu aplicativo de antivírus chamado DFNDR, 309 mil casos de acesso ao site da falsa promoção, que foram barrados pelo app. “E os números continuam subindo. Alerte seus amigos!”, alerta o site da empresa.

O falso cupom, pede a vítima para compartilhar o link para vários amigos e grupos, desta forma a vítima esta colaborando na propagação do golpe.

Ao tocar na mensagem, o usuário é levado a uma página falsa para responder às seguintes perguntas: “Qual presente é comum receber na Páscoa?”, “O coelho da Páscoa simboliza o quê?” e “Que país festeja a Páscoa com as pessoas fazendo guerra de ovos, em vez de comer os de chocolate?”.
Para prosseguir, após responder as perguntas, é necessário dar uma permissão para receber o falso presente. Mas, na verdade, a vítima estará autorizando o recebimento de notificações enviadas por hackers em seu celular.

promocao-de-pascoa-notificacao-hackers-e1521055566653

Além disso, os especialistas do DFNDR Lab, laboratório de segurança digital, também alertam que diversas páginas falsas no Facebook estão sendo criadas com a intenção de imitar grandes redes varejistas e de comércio de doces, com o intuito de levar os usuários a sites com falsas promoções de Páscoa contidos nos posts.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *