Marina Zanchetta

Marina Zanchetta é pedagoga, poetisa e compositora de samba enredo. Amante do carnaval, participou como foliã, integrante de harmonia, ala coreografada, ala de baianas, além de voluntária em barracão de fantasias e carros alegóricos. Atualmente é Mestre de Cerimônia de casais de mestre-sala e porta-bandeira.

baianasOlá amantes do carnaval! Falamos aqui sobre as escolas de samba, sobre o amor ao pavilhão e hoje falaremos de carinho. Um carinho especial que nutrimos por mulheres que cuidam dos sambistas. Mulheres guerreiras que segundo os estudiosos foram as primeiras a abrigarem em seus terreiros, o samba e o carnaval. TODO O MEU CARINHO VAI HOJE PARA AS BAIANAS!

Elas sempre têm um sorriso, um abraço, uma palavra de conforto ou incentivo. Elas estão nas quadras servindo feijoadas, sentadas em rodas de conversa, brilhando em suas apresentações. São até mesmo musas de Interpretes de algumas agremiações, que dedicam sambas especialmente para elas.

baianas (3)Se você for a alguma quadra de escola de samba, sei que irá se identificar imediatamente com essa Ala. Formada em sua maioria por senhoras, chefes de família, que levaram seus filhos para crescer no carnaval capixaba e assim perpetuar a sua cultura.

E nada melhor que mergulhar no universo dessas mulheres para entender que o giro e o sorriso mostrados na avenida vêm também de muita luta.  Fui até mesmo convidada por um quarteto muito conhecido no nosso carnaval e que não perde uma oportunidade de desfilar: Matilde, Aninha, Binha e Osmira. Elas me desafiaram em 2011 a acompanha-las na avenida e posso garantir a vocês, não foi nada fácil.

Vi as baianas e enfrentei junto delas: atraso em entrega de fantasia, fantasia que chegou incompleta e o peso da fantasia quando a chuva chegou derramando suas águas na avenida. Nada disso tirou o sorriso, que pôde ser registrado por todas as pessoas que estavam lotando arquibancadas, mesas e camarotes. Com isso, minha admiração por essas mulheres só aumentou.

baianas (2)Para quem chega agora no mundo do carnaval que acontece na cidade de Vitória, preciso dar algumas informações sobre essa Ala tão querida: as baianas ensaiam para desfilar, pelo menos uma vez por semana; a fantasia, geralmente, é dada pela agremiação; é comum a baiana estar de camisa, bermuda e sapatos brancos por baixo da fantasia; a Ala tem que ter no mínimo 40 componentes; o canto e o giro são marcar registradas dessa Ala.

Ficou curioso? Quer saber mais sobre a Ala das Baianas? Procure por representantes dessa ala nos ensaios das escolas de samba. Pelo que vimos dos desfiles de protótipos elas foram tratadas com o devido carinho e valor. Vou ficando por aqui amantes do carnaval. Fazendo girar o carinho pelas baianas. Até breve!

Cometários

    1. Obrigada Fassarela, estou muito feliz com esse projeto. Sei que tenho muita coisa ainda para caminhar, mas acho que estou num bom caminho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *