Janeiro é o tradicional mês de férias no Brasil e muita gente viaja para fora do país para conhecer novos lugares, culturas diferentes e aproveitar para fazer compras. Mesmo com o dólar em alta, ainda vale a pena comprar muita coisa nos Estados Unidos, por exemplo, mas é preciso ficar atento ao limite permitido por lei para não ter problemas com a Receita Federal.
Quem viaja de avião para o exterior pode gastar, no máximo, US$ 500 em produtos, sob pena de pagar multa de 50% sobre o valor excedente. Caso você vá fazer um cruzeiro internacional ou viajar de carro para os países vizinhos ao Brasil, a cota de isenção cai para US$ 300.
A parte boa é que este limite de compras não se aplica para bens de uso pessoal, como perfumes, óculos, roupas, calçados, relógio de pulso e produtos de beleza. Tudo isso está liberado – embora seja preciso ficar atento para não exagerar na quantidade. Se uma mala tiver muitos itens do mesmo tipo (normalmente mais de três), é bem possível que a Receita Federal não os considere para uso pessoal. O advogado tributarista Samir Nemer explica que a Declaração de Saída Temporária de Bens, documento que era emitido antes do embarque para comprovar que o turista já era dono dos equipamentos importados levados na viagem, foi extinta “Essa era a melhor forma de prevenir eventuais confusões na alfândega, mas, para não correr o risco de pagar imposto por algo que você já tinha, leve a nota fiscal do equipamento. Se você não tiver o comprovante, melhor deixar o eletrônico em casa”, pontua. Além dos bens de uso pessoal, o passageiro também pode trazer um celular e uma câmera fotográfica fora do limite de compras no exterior de US$ 500. Também está liberado trazer até 20 objetos com valor inferior a US$ 10, mas a mala não pode ter mais de 10 exemplares idênticos. Caso queira trazer notebooks, filmadoras, tablets, videogames, instrumentos musicais e eletrônicos em geral, saiba que eles entram na cota. O mesmo vale para roupas e calçados que não são de uso pessoal – um enxoval de bebê no caso da criança não estar presente, por exemplo.

********

Luthieska Assunção (Monique Janutt)
Luthieska Assunção (Monique Janutt)

********

Ultrapassei o limite de compras, e agora?
Quem se empolga e acaba ultrapassando o limite de compras no exterior, deve pegar a fila “Bens a declarar” quando chegar no aeroporto do Brasil. Segundo Nemer, o passageiro irá apresentar os itens que ultrapassaram a cota e pagará uma taxa de 50% sobre o valor excedido. Portanto, se um notebook custou US$ 700, será preciso pagar 50% de US$ 200 – valor que excedeu ao limite de compras no exterior, totalizando US$ 100. “Muita gente foge da fila de declaração de bens e tenta passar como se não tivesse estourado o limite de compras no exterior. Pode até dar certo, mas é ilegal. Caso os funcionários da Receita Federal detectem a irregularidade, é necessário pagar uma taxa de 100% sobre o valor ultrapassado. Isso significa que, no caso de um computador de US$ 700, será preciso desembolsar US$ 200. Essa opção também pode incorrer na apreensão do material e até detenção do viajante”, alerta o advogado.

********

O casal Victoria Favero e Marcus Vinicius em pub sertanejo na Praia do Canto (Monique Janutt)
O casal Victoria Favero e Marcus Vinicius em pub sertanejo na Praia do Canto (Monique Janutt)

********

Free shop
As compras realizadas no Free shop do Brasil não entram no limite de compras no exterior. Cada passageiro tem direito a gastar até US$ 500 extras no Duty Free, mas isso só funciona para os produtos comprados na chegada ao país.

********

As irmãs Karol e Milla Zanelato, do Milla Karolie Atelier de Noivas produziram uma sessão de fotos no último dia 22 de janeiro, na Fazenda Pedra Azul, em Domingos Martins, com vestidos da nova coleção 2019, autoral, intitulada “Poema” que elas lançam nesta quinta, dia 31, na Casa Dugê Boutique, na Praia do Canto.  Por lá, as modelos foram embelezadas por Marcos Alexandre e Polyana Lobato do Espaço Nales e as fotos ficaram por conta de Roas Fotografia, com filmagem de Fábio Filmes.
making of milla karolie de cima

********

Contagem regressiva para o Carnaval a partir desta sexta, dia 1º de fevereiro, com o super festival multiplataforma que Bruno Lima está levando para o Ilha Shows. O Baile Voador Festival contará com diversas atrações, incluindo duas nacionais – a carioca Mc Pocahontas e os baianos do ÁTTOOXXÁ. E além da música, a arte também estará presente com um “live painting” assinado pelo artista plástico Rodrigo Brito. Imperdível! #Euvou

********

AdrIana Nalesso participou de um curso de Intradermoterapa Pressurizada ministrado pela biomédica paulista Thuanny Farina (Divulgação)
Adriana Nalesso participou de um curso de Intradermoterapa Pressurizada ministrado pela biomédica paulista Thuanny Farina (Divulgação)

********

Paula Deps convida para comemorar 25 anos da sua marca fitness, nesta quarta, dia 30, com a reinauguração da nossa loja conceito, no Shopping Praia da Costa.

********

O mercado árabe também aposta na Vitoria Stone Fair 2019, que acontece de 12 a 15 de fevereiro, no Pavilhão de Carapina. A Embaixada da República Árabe do Egito e a Câmara de Comércio Árabe Brasileira estão confirmadas para esta edição. Elas buscam encontrar novas parcerias para que a relação países árabes-Brasil no setor de rochas ornamentais seja cada vez mais próxima. Com uma economia forte e em franca ascensão, o mercado árabe é conhecido por suas grandes e luxuosas obras, sendo um parceiro comercial com grande potencial para o setor de rochas ornamentais brasileiras. De olho nesse mercado, as ações de divulgação das pedras naturais brasileiras têm se intensificado na região.

********

Raigna Vasconcelos foi umas das juradas do concurso que elegeu a Miss ES 2019 Thainá Castro (Divulgação)
Raigna Vasconcelos foi umas das juradas do concurso que elegeu a Miss ES 2019 Thainá Castro (Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *