Excesso nunca é bom. Seja na alimentação, nos exercícios físicos ou até na limpeza bucal: deve-se tomar cuidado com o exagero, afinal, quantidade não é qualidade. O excesso de flúor, por exemplo, pode ocasionar a chamada fluorose. Para as crianças, todo o cuidado é pouco.

A fluorose nada mais é do que manchas brancas desencadeadas pelo excesso de flúor no esmalte dos dentes. Crianças que consomem cremes dentais em grandes quantidades e não específicos para sua faixa etária podem desenvolver a fluorose. Em casos mais avançados ela pode até provocar manchas de cor marrom nos dentes.

De acordo com a dentista Catarina Riva, é importante acompanhar a criança durante a escovação, oferecendo o produto correto para que não prejudique sua dentição. “Principalmente nos primeiros cinco anos da criança, já que nesse período está ocorrendo o processo de formação dos dentes”, destaca a especialista.

A fluorose acarreta a desmineralização do esmalte, provocando manchas brancas, acastanhadas ou até amarronzadas, que permanecem nos dentes se não forem tratadas logo no início. “A melhor forma de prevenção é controlando a escovação das crianças e fazendo escolhas certas. Cremes dentais infantis têm a quantidade apropriada de flúor, por isso é tão importante usá-los. Outra ação fundamental é levar a criança pelo menos uma vez por ano ao dentista”, aconselha Catarina.


Pedro Cunha
digital@eshoje.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *