palacioUm dos clássicos do gênero artístico teatral, a ópera, desembarca no palco do Palácio da Cultura Sônia Cabral, nesta terça-feira (17), com o espetáculo “O Caixeiro da Taverna”, produzido pelo Coletivo das Artes. A entrada é gratuita e os ingressos devem ser retirados uma hora antes da apresentação.

A obra narra as peripécias do ambicioso e trapaceiro Manoel Pacheco, português cujo maior sonho é ser sócio de sua ama, Angélica Pereira, dona da taverna, que morre de amores por ele. A ambição desenfreada deste caixeiro o coloca em situações hilariantes que certamente proporcionarão bons motivos para risadas.

“O caixeiro da taverna”, obra do compositor e regente brasileiro Guilherme Bernstein, baseia-se na comédia homônima do carioca Martins Pena (1815 – 1848), escrita no ano de 1845. O libreto foi diretamente retirado do texto original. O elenco é composto por Licio Bruno como Manoel Pacheco e Adalgisa Rosa como Angélica Pereira. Além disso, também participam Natalia Hubner, Renato Gonçalves, Alessandro Santana e Tadeu Kusendorff.

Martins Pena é considerado fundador da “comédia de costumes” no Brasil, sendo que sua obra “O caixeiro da taverna” traz ao palco as principais preocupações dos personagens desse gênero: desejo de ascensão social, dinheiro e vida amorosa. Notável teatrólogo, Pena escreveu diversas comédias e farsas da metade do século XIX, envolvendo principalmente pessoas da roça e das cidades.

A ópera foi aprovada no Edital 018/ 2016 – Produção de Espetáculos de Artes Cênicas produzidos no Espírito Santo, por meio do Funcultura (Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *