Escola abandonadaO Centro de Vitória sofre com as ações do tempo e com a danificação de seus imóveis. Um dos espaços que sofre com o descuido e descaso com o bairro é o antigo prédio do Colégio São Vicente de Paula.

Em 2013 a edificação, que fica na Rua Muniz Freire, completou 100 anos de fundação. O local, que abrigou a primeira escola particular de Vitória, serve agora de esconderijo para moradores de rua, usuários de drogas e abrigo de focos de proliferação da dengue, oferecendo diversos riscos para a comunidade.

Os moradores dos arredores da antiga escola vivem com o medo constante, pois além dos riscos de saúde que sofrem, alguns ainda são ameaçados pelos desabrigados e usuários de droga que com frequência ocupam o prédio. Eles se recusam a dar entrevista em prevenção da própria segurança.

Em 2014, a prefeitura de Vitória, assinou uma ordem de serviço para contratação de projetos complementares para restauração e adaptação do prédio. Um projeto de investimento de R$ 127,6 mil que nunca começou a ser posto em prática.

Segundo moradores da região, diversos protocolos foram feitos na prefeitura solicitando um posicionamento a respeito da situação do prédio. Porém as únicas medidas tomadas foram a colocação de uma cerca, que já foi cortada por vândalos, o bloqueio de algumas portas e janelas com alguns blocos de cimento e o bloqueio do portão, mas que não impedem em nada as invasões que acontecem a qualquer hora do dia.

A Secretaria Municipal de Cultura de Vitória informou que foi desenvolvido para o prédio um projeto de extensão da Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música Fafi. O complexo abrigará salas de teatro, dança e música, miniauditório, além de toda adaptação para as normas de acessibilidade. Mas até o momento, o projeto está em fase de captação de recursos.

A prefeitura informou por nota que a limpeza é realizada periodicamente e que dentro de alguns dias será feita a vedação total do local.

Histórico

A edificação do final do século XIX foi moradia do ex-governador Muniz Freire durante muitos anos e a partir de 1913 passou a abrigar o Externato São Vicente de Paulo. A instituição foi fundada pelos irmãos Aristóbolo, Kosciuszko e Miguel Barbosa Leão, que ocupavam os cargos de diretor, vice-diretor e secretário respectivamente. Depois o prédio funcionou também como internato, escola de instrução militar e, mais tarde, com ensino secundário e curso de formação de professores

No ano de 1971 a escola foi doada para a Prefeitura Municipal de Vitória e passou a fazer parte do sistema municipal de ensino. Em 2006, a escola foi transferida devido a alguns problemas estruturais que o antigo prédio já possuía, e até hoje funciona no antigo Colégio do Carmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *