A cidade de Angra dos Reis recebe grande número de turistas nesta época do ano. Foto: Divulgação / Governo Federal
A cidade de Angra dos Reis recebe grande número de turistas nesta época do ano. Foto: Divulgação / Governo Federal

Um empresário de Marataízes, no Sul do Espírito Santo, e outras 12 pessoas, dentre elas um bebê de apenas oito meses, se envolveram em um acidente de lancha, em Angra do Reis, no Rio de Janeiro.

O grupo, que visitava a região pela primeira vez, havia alugado a embarcação para um passeio à Ilha de Flechas. No entanto, antes de chegar ao local, a lancha afundou. O acidente foi registrado no último domingo (31), por volta das 13 horas.

A Delegacia da Capitania dos Portos em Angra dos Reis ainda apura as causas do acidente. Mas o grupo acredita que houve negligência por parte do marinheiro que conduzia a embarcação. “Ainda não temos a causa exata. Isso será apurado pela capitania. Mas nós entendemos que houve negligência por parte do marinheiro, que estava em alta velocidade. Em algumas vezes, eu cheguei a pedir pessoalmente que ele diminuísse a velocidade. Ele diminui, mas depois voltou. Em seguida, o barco embicou e acabou afundando”, explicou o empresário Breno Nascimento, que estava na embarcação com o filho de oito meses.

O grupo foi socorrido por uma embarcação que passava pelo local. “Foi Deus que nos salvou, porque o marinheiro da nossa embarcação e a empresa responsável não nos prestaram socorro. Graças a Deus uma embarcação passava pelo local na mesma hora e nos ajudou”, afirmou Breno.

Dos integrantes do grupo, apenas o empresário e uma mulher tiveram ferimentos leve e foram encaminhados para um hospital da região, onde passaram por exames.

Breno retornou ao Estado na última quarta-feira (03), e deve prestar depoimento à Capitania dos Portos do Rio de Janeiro por meio de carta precatória.

Segundo o empresário, o traslado até a Ilha de Flexas custou R$ 700, mas o grupo foi ressarcido após o acidente.

Turista gaúcho morre em acidente em Angra

Na última terça-feira (02), um turista gaúcho morreu após sofrer um acidente com uma embarcação no mar de Angra dos Reis. O advogado Giordano Catucci Boza estava internado no Hospital Geral da Japuíba, desde o último domingo (31) quando o acidente foi registrado. Ele tinha 29 anos e era natural de Gramado (RS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *