rodapé_whatsapp

O município de Guarapari registrou os maiores acumulados de chuva nas últimas 24 horas, segundo levantamento da Defesa Civil, divulgado na manhã desta segunda-feira (16). Ao todo, a cidade registrou 108.59 milímetros. Na região rural do município, a cabeceira da galeria em Baía Nova cedeu e a comunidade está ilhada.

Chuva deixa moradores ilhados no interior de Guarapari. Fotos: Vereador Denizart / Reprodução - Facebook
Chuva deixa moradores ilhados no interior de Guarapari. Fotos: Vereador Denizart / Reprodução – Facebook

Na sequência dos maiores acumulados de chuva aparecem o município da Serra, com 81 (mm), seguido por Cachoeiro de Itapemirim e Viana, com 80.45 e 79.8 milímetros, respectivamente.

Chuva deixa diversas ruas alagadas na Grande Vitória. Veja fotos e vídeos!

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Cemanden) emitiu 8 alertas para o Estado, sendo três para o risco moderado de deslizamento de massa nos municípios de Guarapari, Serra e Viana. Outros dois são alertas para alto risco de movimento de massa em Vitória e Vila Velha, além de moderado risco em Cariacica. Há ainda dois alertas de risco de inundação para a cidade de Cariacica e a capital capixaba.

Defesa Civil emite alerta de deslizamentos e alagamentos para a Grande Vitória

A Defesa Civil Nacional emitiu alertas para risco de alagamentos em todo o Espírito Santo, nesta segunda-feira (16). Além disso, de acordo com o comunicado, há possibilidade de deslizamentos para os municípios de Vila Velha e Vitória. A orientação da Defesa Civil é de que os moradores evitem áreas de risco e busquem abrigo em locais seguros.

Já o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) emitiu aviso meteorológico especial, válido até a próxima terça-feira (17). De acordo com o órgão, o etsado é de observação, já que há acumulado expressivo de chuva (somatório das 72h) em algumas localidades do sudeste do Espírito Santo. Não há expectativa de outros fenômenos meteorológicos adversos.

Em caso de situação de perigo iminente, recomenda-se entrar em contato com os órgãos de Defesa Civil através do telefone (27) 3194-3652.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *