O Cruzeiro, “comendo pelas beiradas”, já é o vice-líder do Campeonato Brasileiro. Na noite deste domingo, pela nona rodada da competição, o time comandado por Mano Menezes venceu a terceira seguida por 1 a 0. E a vítima da vez foi o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza. Autor do único gol do jogo, o atacante Sassá também encerrou um jejum de quase um mês sem balançar as redes.

Embalado, o Cruzeiro chegou aos mesmos 16 pontos de Grêmio e São Paulo, mas é o vice-líder por ter uma vitória a mais (5 contra 4). Já o Ceará segue em crise, ainda não venceu no campeonato e passou a amarga a lanterna, com três pontos. Essa foi a terceira derrota sob o comando do técnico Jorginho.

O Paraná, que ocupava a lanterna antes desta derrota do Ceará, tem a mesma pontuação, mas ainda vai jogar nesta segunda-feira pela nona rodada, em casa, diante do Fluminense.

Aproveitando o nervosismo do adversário, o Cruzeiro começou a partida pressionando e criou uma grande oportunidade logo aos oito minutos. Thiago Neves cobrou falta com precisão e exigiu boa defesa de Éverson, que espalmou para escanteio. O Ceará errava muitos passes e a torcida presente no Castelão já dava os primeiros sinais de irritação.

A situação ficou pior para os donos da casa aos 18 minutos. Bruno Silva cruzou rasteiro, Sassá furou, mas a bola bateu na sua outra perna e tirou Éverson do lance: 1 a 0. Na sequência, Ricardinho deu grande lançamento para Eder Luis, que só não conseguiu completar porque Fábio ficou com a bola. A medida que o Ceará ia se lançando ao ataque, o Cruzeiro ia tendo mais espaços.

Pressionado pela torcida, o Ceará voltou do intervalo em cima do time mineiro, mas demorou 15 minutos para fazer Fábio trabalhar. Arthur Cabral desviou cruzamento para a área e o goleiro defendeu em dois tempos. Na sequência, Eder Luis finalizou rasteiro em cima do camisa 1.

Aos 31 minutos, Juninho aproveitou sobra da defesa e chutou com força para boa defesa de Fábio, que espalmou pela linha de fundo. O Cruzeiro respondeu em finalização de Mancuello por cima do travessão. No fim do jogo, a torcida alvinegra vaiou os jogadores na saída do gramado. A presença do torcedor está diminuindo, num reflexo da fraca campanha da equipe cearense.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, pela décima rodada. O Ceará enfrenta o Botafogo, às 19h30, no Engenhão, no Rio de Janeiro, enquanto o Cruzeiro recebe o Vasco, às 21h45, no Mineirão, em Belo Horizonte.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 0 X 1 CRUZEIRO

CEARÁ – Éverson; Patrick, Valdo, Rafael Pereira e Romário; Richardson, Fabinho, Ricardinho (Juninho) e Wescley (Eder Luis); Douglas Coutinho (Javier Reina) e Arthur Cabral. Técnico: Jorginho.

CRUZEIRO – Fábio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Lucas Silva, Lucas Romero, Bruno Silva (Mancuello), Rafael Sóbis (Marcelo) e Thiago Neves; Sassá (Raniel). Técnico: Mano Menezes.

GOL – Sassá, aos 18 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Arthur Cabral e Juninho (Ceará); Bruno Silva, Sassá, Lucas Silva e Rafael Sóbis (Cruzeiro).

RENDA – R$ 71.385,00.

PÚBLICO – 14.522 pagantes (15.234 total).

LOCAL – Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *