Jogo sem gols no estádio Salvador Costa. (Foto: Wagner Chaló/Vitória F.C)
Jogo sem gols no estádio Salvador Costa. (Foto: Wagner Chaló/Vitória F.C)

Em jogo que os preparadores físicos comandaram suas equipes, Vitória e Tupy não saíram do zero, na tarde deste sábado, no estádio Salvador Costa. Após Cláudio Roberto aceitar uma proposta do futebol chinês e se desligar do clube, Wesley Martinelli assumiu o alvianil interinamente na beira dos gramados, já no Tupy, Rodrigo Almeida foi demitido na última semana e Paulo Paixão coordenou a equipe diante do Vitória.

No primeiro tempo quem poderia ter mudado o destino do jogo foi o Tupy que ameaçou mais o adversário, o Vitória pouco produziu além de errar muitos passes e jogadas. Aos 13 minutos o atacante Paulo Vitor arrancou em contra-ataque, invadiu a área e, rasteiro, chutou para a boa defesa de Harisson. Em meio aos erros, Igor Pimentel chutou de fora da área aos 50 minutos e acertou o travessão de Geo Benha.

Na volta do intervalo, Wesley Martinelli sacou Keverson e colocou Carlos Vitor, destaque do segundo tempo. A maior parte das jogadas passava pelo camisa 15, que aos 24 minutos, em cruzamento de Cássio, bateu firme para a defesa do goleiro Geo. Próximo ao fim da partida, que teve seis minutos de acréscimos, aos 53, o atacante Henrique acertou a trave e no rebote, Nilo não alcançou a bola. O Tupy apostava na velocidade do atacante Dhiogo, mas a zaga alvianil neutralizou bem as chegadas da equipe canela-verde.

Quem voltou a atuar após lesão foi o atacante Nilo, que entrou aos 16 minutos do segundo tempo no lugar de Jarles Baiano. Ainda sem ritmo, o jogador teve uma lesão no calcanhar e ainda não havia atuado no campeonato analisou seus minutos em campo.  

“É difícil estar voltando e ainda sem treinar, eu não vinha treinando, quarta-feira participei de um amistoso, foi um teste para ver se estava bem, não senti dor e pedi para ser relacionado. Tentei dar o meu melhor, mas infelizmente sem condicionamento físico é complicado”, disse.

Chegou, jogou

Experiência no Tupy: Allan e Jonílson chegaram para reforçar o clube no Capixabão. (Foto: Bernardo Barbosa/ES Hoje)
Experiência no Tupy: Allan e Jonílson chegaram para reforçar o clube no Capixabão. (Foto: Bernardo Barbosa/ES Hoje)

Pelo lado Tupy houve uma dupla-estreia. A do volante Jonílson, ex-Vasco e Botafogo, que atuou no Doze F.C aqui no estado e do atacante Allan Barreto, ex-Vasco. Ambos chegaram na última semana e já foram titulares no jogo de hoje. Com 40 anos, o experiente volante ficou grato em poder ajudar o clube o quanto antes.

“Cheguei na quinta-feira (7)  para poder jogar hoje, é pouco tempo, mas quando você está disposto a ajudar, tem que vir para poder somar. Deu para ajudar minha equipe, fui até onde deu”,  opinou o jogador que saiu machucado no segundo tempo após levar uma pancada no joelho.

Com o empate, o Vitória soma 5 pontos no campeonato, já o Tupy somou seu primeiro ponto no Capixabão em três rodadas. O alvianil divide a terceira colocação com a Desportiva e o índio guerreiro ocupa a nona. No próximo final de semana, as equipes voltam a campo: no sábado (16), o Vitória recebe o Estrela, às 16h, no estádio Salvador Costa; já no domingo (17), o Tupy encara o Rio Branco A.C, às 17h, no estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica.   

Campeonato Capixaba – 1ª Fase | 3ª Rodada 

Vitória 0 x 0 Tupy

Local: Estádio Salvador Costa, em Vitória

Data/Hora: 09/02/2019, às 16h

Árbitro: Devarly do Rosário

Cartão amarelo: Henrique (VIT)

Vitória: Harrison, Cássio (Henrique), Ferrugem, Léo Breno e Thainler; Igor Pimentel, Thiago e Rodrigo César; Vitinho, Keverson (Carlos Vitor) e Jarles Baiano (Nilo). Técnico: Wesley Martinelli.

Tupy: Geo Benha, Vandinho, Douglas, Renan e Cristian; David, Jonílson (Neguetti) e Caio Poletti (Bruno Paixão); Dhiogo, Paulo Vitor e Allan (Breno). Técnico: Paulo Paixão.

Público total: 431

Renda: R$5.770,00

Por Bernardo Barbosa

banner_capixabao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *