conta de energiaPor Heberton Silva

O Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon) vai abrir uma investigação para apurar com a EDP Escelsa os altos valores na conta de energia alegados por moradores da Grande Vitória no mês de janeiro.

Leia mais em: Conta de energia até 150% mais cara: moradores da Grande Vitória organizam protesto

Segundo o Procon, de janeiro até esta terça-feira (11), foram registradas no órgão um total de 255 reclamações relacionadas ao aumento da conta de luz, um aumento se comparado ao mesmo período em 2018, que teve 245 registros.

Segundo a diretora-presidente do Procon, Lana Lages, a EDP Escelsa foi ouvida na tarde desta terça, para explicar o aumento. “Os técnicos argumentaram que neste período, o consumo é mais intenso, por causa do uso do ar condicionado, chuveiros, máquinas de lavar, entre outros equipamentos. Eles também nos disseram que o último aumento na conta de energia foi em agosto de 2018”.

O ESHOJE noticiou, no dia 4 de fevereiro, relatos de moradores da Grande Vitória que viram a conta de luz aumentar em até 150%. Uma manifestação foi realizada em frente a EDP, em Carapina. Segundo a presidente do Procon, a companhia analisa estes casos. “A EDP pediu para que as pessoas fiquem atentas ao consumo”.

No entanto, o argumento não convenceu o órgão de defesa do consumidor. “Nós ouvimos as explicações da EDP e já acionamos o departamento jurídico para que a companhia explique por lá, também, por escrito, as alegações expostas. Não estipulamos um prazo, mas pedimos o mais rápido possível”, disse a presidente do Procon.

Ela afirma que pessoas que se sentirem lesadas pela empresa podem procurar o Procon, que irá dar o suporte necessário. “Os consumidores que falarem com a EDP e se sentirem insatisfeitos, devem procurar os órgãos de defesa do consumidor, pois está no direito de qualquer cidadão”.

Escelsa

Por nota, a EDP Escelsa informou que não houve aumento nas tarifas de energia elétrica em janeiro. “As elevadas temperaturas que ocorreram no Espírito Santo em janeiro deste ano provocaram aumento consumo de energia elétrica em relação aos últimos meses. Diante de um cenário onde os termômetros ultrapassam diariamente os 30 graus, a EDP alerta que é justamente neste período que o hábito de consumo de energia elétrica deve ser melhor observado pelos consumidores, adotando medidas que garantam maior economia no uso dos equipamentos elétricos”, disse.

Segundo a EDP, para ter uma ideia de como o consumo de energia dos clientes da EDP fica mais elevado neste verão, no mês de dezembro de 2018, quando comparado com dezembro de 2017, o sistema da concessionária registrou um aumento de 82 GWh, que corresponde ao abastecimento do município de Vila Velha por um mês.

“E o aumento do consumo de energia elétrica neste período, com maiores temperaturas e férias escolares, não é só por causa do uso constante do ar-condicionado e de ventiladores, soma-se a ele maior utilização da geladeira, além de equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos, como televisão, máquina de lavar roupa, entre outros. Neste período o uso de chuveiro elétrico na posição inverno, cujo consumo equivale ao de 300 lâmpadas fluorescentes compactas, deve ser evitado”, diz a nota.

A Distribuidora orienta ainda que os clientes fiquem atentos às suas instalações internas, pois uma instalação elétrica precária, com fios mal emendados ou desencapados, causa a chamada “fuga de energia” e acarretam no aumento do consumo e desperdício de energia elétrica. Orientamos ao cliente cujas instalações estejam nestas condições buscar um profissional para analisar as instalações internas. Da mesma forma, eletrodomésticos em mau estado de conservação, principalmente geladeiras e freezer, podem pesar muito no consumo.

 

Cometários

  1. Realmente não estou entendo por que cada mês o valor do talão de energia só aumenta,esse mês veio quase 800 reais..não sei mais como vou fazer pra conseguir pagar,e se atrasa eles vão direto na Central e deixa sem luz,agora está assim ou vc paga a energia ou vc come….da difícil a cada dia em edp e aí como fica a situação do povo brasileiro.

  2. Já observei na minha cinta nos últimos meses não aumentei quantidade de kwts( foi sempre a mesma) porém o valor só aumenta . Em novembro paguei 250.00 dezembro 350. 00 janeiro e fevereiro 400. 00 . Aumentaram sim as taxas de PIS e Cofins em mais de 150% E o valor da conta por kwts também. Um absurdo. Quase meio salário mínimo de energia e na minha casa todos trabalham e só estamos em casa das 18 hs até as 7 hs da manhã. Realmente acho um absurdo. Um roubo

  3. Eu fui ao Procon TB ,pois minha conta de luz por mais que tento fazer economia ela não abaixa ,vim notando dês de setembro que minha conta só aumenta de 189,00 ela passou a vim acima da média esse mês de fevereiro veio 400,00 redondo um absurdo total.

  4. Nesse mês de janeiro pra fevereiro cobraram R$100,00 á mais!
    A Transmissão de energia, distribuição ,a contribuicao de R$7,00 foi para R$30,00, o imposto e tributos, foram um aumento absurdo, sabendo que foi com menos kWh !
    A maioria do nosso salário MÍNIMO vai tudo pra conta da energia!
    (LEMBRANDO QUE, MESMO COM O CALOR, SEMPRE USAMOS A MSM QUANTIA DE ENERGIA, E A MAIORIA DAS VEZES EVITAMOS O USO DO VENTILADOR E TUDO QUE PUXA A ENERGIA FORTE, EVITAMOS E MESMO ASSIM VEIO ESSE VALOR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *