Caranguejo uçá
A cata do caranguejo-uçá está suspensa entre os dias 18 e 25 de janeiro

Vitória, Vila Velha, Cariacica e Serra vão realizar um trabalho conjunto de fiscalização durante a andada do caranguejo-uçá, cujo primeiro período acontece de 18 a 25 de janeiro. Representantes dos municípios estiveram reunidos nesta sexta-feira (12), na Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos de Vitória para tratar do assunto.

A intenção é fazer uma fiscalização conjunta, seguindo a portaria 019-R de 2017 do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). Os trabalhos terão a parceria da Polícia Ambiental.

“No dia 18 (quinta-feira), a Gerência de Fiscalização da Semmam e as secretarias de Meio Ambientes das demais prefeituras usarão embarcações para fazer este trajeto: Vitória, foz do rio Aribiri (Vila Velha), canal de Vitória, Ilha das Caieiras, foz do Rio Santa Maria (Cariacica) e Canal dos Escravos (Serra). O objetivo é orientar as pessoas sobre a importância da andada”, destacou o secretário de Meio Ambiente e Serviços Urbanos de Vitória, Luiz Emanuel Zouain.

Apoio

De acordo com a gerente de Fiscalização da Semmam, Priscila Ligia Alvarino, poderão juntar-se ao grupo nas ações que serão feitas em embarcações a Polícia Federal e a Capitania dos Portos. “Estamos conversando e poderemos ter o apoio dessas duas entidades importantes para realizar um bonito trabalho”.

Abordagens

Para alertar os comerciantes e cidadãos sobre a andada, equipes da Educação Ambiental da Semmam realizam, a partir desta segunda-feira (15), uma intensa programação de visitas e abordagens educativas nos quiosques da Curva da Jurema e Camburi, bares e restaurantes.

“A captura e a comercialização do caranguejo-uçá de forma alguma serão toleradas, mesmo que sua procedência seja de outro estado, como Bahia e Maranhão. Faremos um trabalho educacional bem abrangente, justamente para que todos tenham a consciência da necessidade de obedecer à andada agora, garantindo a reprodução do crustáceo para o futuro. Nossa função é de orientação, mas agiremos com os rigores da lei, caso seja necessário”, destacou Luiz Emanuel Zouain.

Quem for flagrado capturando, comercializando ou consumindo o animal durante a andada será encaminhado para a Delegacia de Crimes Ambientais e sofrerá as penalidades, que podem ser pagamento de multas e até prisão. As denúncias podem ser feitas através do Fala Vitória 156.

Acasalamento

A andada é a época em que o crustáceo faz o acasalamento e a desova, o que o torna uma presa fácil para os catadores. Por isso, é necessário respeitar o tempo de reprodução para que o ecossistema manguezal não seja prejudicado.

A cata, o transporte, o armazenamento e a comercialização do caranguejo-uçá estão proibidos desde a próxima quinta-feira (18) até o dia 25 de janeiro. Os outros períodos são: de 17 a 24 de fevereiro e de 19 a 26 de março, em todo o Espírito Santo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *