Chapecoense e Cruzeiro fizeram um jogo com fatores atípicos neste sábado na gelada Arena Condá, em Chapecó (SC). Depois de um atraso de mais de uma hora e um gol de mão, a Chapecoense conquistou uma vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, em confronto válido pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida demorou uma hora e 20 minutos para começar porque houve uma queda de energia em um dos refletores do estádio.

Com o resultado, a Chapecoense fanha fôlego na briga contra a degola e sobe para a 14.ª colocação, com 13 pontos, mas ainda pode cair na tabela de classificação. O Cruzeiro fica em sétimo lugar, com 17, também sob o risco de queda neste domingo.

O time catarinense entrou em campo bastante nervoso e irritou a torcida com muitos passes errados logo nos primeiros minutos. O Cruzeiro deu alguns sinais de que poderia criar uma pressão no campo de ataque, mas não engatou e preferiu adotar uma postura mais defensiva. Por fim, o primeiro tempo correu sem grandes emoções, com a partida concentrada no meio de campo e pouca participação dos goleiros.

A configuração da partida pouco mudou no segundo tempo. Tanto que a primeira chance clara de gol foi criada apenas aos 18 minutos, quando Henrique cruzou por baixo e Raniel bateu de primeira, mas parou na defesa do goleiro Jandrei. A primeira oportunidade da Chapecoense demorou ainda mais e saiu apenas aos 27 minutos, em chute cruzado de Luiz Antônio defendido por Fábio.

A espera da torcida catarinense valeu a pena. Em sua segunda tentativa, aos 34 minutos, o time da casa abriu o placar quando Apodi cruzou para Bruno Silva, que bateu mal e contou com um desvio em sua própria mão para que a bola entrasse. Os cruzeirenses reclamaram muito do lance, mas o árbitro carioca Grazianni Maciel Rocha validou o gol. O Cruzeiro abatido, não esboçou reação. Ainda permitiu que Elicarlos ampliasse o placar com um belo chute de fora da área, aos 49.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira para a disputa da 12.ª rodada, a última antes da paralisação para a Copa do Mundo na Rússia. A Chapecoense visita o América-MG, às 16 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, enquanto que o Cruzeiro tem um duelo contra o Paraná, às 19h30, no estádio Durival Britto, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 2 x 0 CRUZEIRO

CHAPECOENSE – Jandrei; Apodi (Eduardo), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Canteros; Arthur Caíke (Bruno Silva), Wellington Paulista (Luiz Antonio) e Leandro Pereira. Técnico: Gilson Kleina.

CRUZEIRO – Fábio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Bruno Silva (Marcelo), Robinho, Thiago Neves (Lucas Romero) e Rafael Sóbis; Sassá (Raniel). Técnico: Mano Menezes.

GOLS – Bruno Silva, aos 34, e Elicarlos, aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Arthur Caíke e Elicarlos (Chapecoense); Edilson, Robinho e Rafael Sóbis (Cruzeiro).

ÁRBTIRO – Grazianni Maciel Rocha (RJ).

RENDA – R$ 136.420,00.

PÚBLICO – 6.637 pagantes.

LOCAL – Arena Condá, em Chapecó (SC).

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *