propaganda_eleitoralNa próxima sexta-feira (31), começa o horário eleitoral obrigatório no rádio e na televisão. Durante um mês, os candidatos irão expor suas propostas a toda população, de acordo com o tempo pré-determinado. Mas será que o capixaba acompanha mesmo o horário eleitoral?

A reportagem do ESHOJE foi às ruas conversar com a população. Foi possível perceber que a grande maioria não assiste as propagandas, nem forma opinião a partir delas. Boa parte dos entrevistados respondeu que até mesmo prefere fazer outra coisa, entre elas assistir séries ou filmes.

“Eu não acho que qualquer tipo de obrigatoriedade faça a população participe de um processo de reflexão. Tem que ser feita uma campanha que faça as pessoas terem o interesse em buscar essas informações, e que elas cheguem de maneira fácil e acessível. E não de maneira obrigatória, que a pessoa não possa ouvir uma música ou ver outro tipo de notícia. Isso só faz com que muita gente tenha rejeição a esses programas”, destacou a estudante de geografia Flora Antônia Soares Ribeiro.

Outros afirmam ainda que o momento de horário eleitoral acaba sendo uma piada com a sociedade, visto que repetidamente aparecem candidatos com nomes, musicas, e propagandas engraçadas. “Eu acho que é uma grande palhaçada. Perda de tempo mesmo”, afirma Arquiteta e Urbanista, Louise Marcelino de Jesus Ferreira.

Já o taxista Marilsom Conceição dos Santos comentou que esse é um meio de querer chamar atenção do povo. “Igual esses nomes engraçados que aparecem aí”.

O horário eleitoral vai até o dia 29 de setembro. Os capixabas poderão acompanhar as propostas dos candidatos a presidente, governador, senadores, e deputados federais e estaduais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *