O presidente eleito da República, Jair Bolsonaro (PSL), esquivou-se de cravar se convidaria o atual presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, a permanecer no governo dele. “O Paulo Guedes gosta dele”, limitou-se a dizer.

Na coletiva de imprensa que deu na saída do Comando da Marinha no começo da tarde desta terça-feira, Bolsonaro também sinalizou que pode convidar pessoas que fazem parte do governo de Michel Temer a continuar na gestão dele. “Tem gente boa no governo Temer”, disse.

Mateus Fagundes
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *