A nova aposta de melhoria do transporte capixaba que pretende otimizar, assegurar e complementar a mobilidade por meio do transporte aquaviário ainda está longe de ser colocado em prática. O projeto de passeio turístico pela baía de Vitória foi aprovado em julho de 2017 e a expectativa era de que o sistema começasse a funcionar em meados de novembro.

Serão dois pontos de embarque e de desembarque em Vila Velha e em Vitória, cada. Os píeres serão flutuantes e serão instalados pela empresa Ecobalsas, do Rio de Janeiro, a mesma empresa será a responsável também pelo funcionamento das após a implantação.

O sistema funcionará diariamente, das 6 às 21 horas, com seis viagens por hora, e duração média de menos de cinco minutos cada, 11 pontos serão contemplados nos itinerários que transportará cerca de 100 passageiros e 32 bicicletas.

EcobalsasEm Vila Velha os pontos serão na Prainha e em Argolas no Museu da Vale, já na capital Vitória os dois pontos são na Praça do Papa e no Píer dos Pescadores próximo ao Horto Mercado. Na Praça do Papa o píer deve começar a ser construído até o final de 2018, já o píer dos pescadores já passa por reformas.

Segundo Leonardo Krohling, diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento, Inovação e Turismo de Vitória (CDV), para o início do funcionamento das balsas ainda faltam alguns documentos das empresas responsáveis como as devidas autorizações da Capitania dos Portos e também da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAC).

Após a emissão das autorizações, serão instalados pela empresa concessionária, os píeres flutuantes, aí sim poderá ter início o funcionamento das balsas.

Um aplicativo já está disponível para a aquisição das viagens: R$ 5 por dia e R$ 30 mensais. Maiores informações estão disponíveis pelo site: www.ecobalsases.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *