Ele estudou música e piano no Conservatório Brasileiro de Música; integrou um grupo de teatro em Edimburgo, na Escócia, estudou interpretação em Nova York e aprofundou seus conhecimentos em dança, interpretação e canto ao lado de artistas de renome em São Paulo. E o resultado não poderia ser outro.

Aos 27 anos, o ator capixaba Davi Tápias colhe os frutos de tanta dedicação e irá estrear duas peças teatrais no início de Maio. O desafio não é para qualquer um, mas ele encara com a experiência e segurança de quem já possui no currículo espetáculos como os musicais da Broadway “Godspell” e “Urinal”, sendo este o musical mais premiado da última temporada paulistana.

No dia 4 de Maio, Davi entra em cena na estreia do musical “Senhor das Moscas” que chega ao Teatro Popular do Sesi, na Avenida Paulista. Dirigido pelo diretor Zé Henrique de Paula – premiado expoente da cena teatral nacional – a história baseada no clássico de William Golding conta a história de um grupo de garotos ingleses que sofrem um acidente de avião e caem em uma ilha. Na tentativa de criar uma sociedade democrática, as crianças perdem-se entre as regras e descendem primitivamente à barbárie. No elenco, nomes reconhecidos do teatro e TV como Bruno Fagundes, Ghilherme Lobo e Felipe Hintze.

Não bastasse essa estreia altamente esperada, o capixaba terá ainda outro desafio também no mês de Maio: ser o protagonista do primeiro musical autoral do Núcleo Experimental, escrito pela premiada diretora musical Fernanda Maia e dirigido por Zé Henrique de Paula. “Lembro todo dia de você” chega aos palcos do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) no dia 19 de maio e conta a difícil busca de auto-conhecimento de um jovem que descobre ser portador do vírus HIV. Davi dá vida ao personagem principal cuja jornada é inspirada em uma história verdadeira. No elenco deste, nomes premiados do Teatro Musical como Bruna Guerin e Anna Toledo.

“Dois espetáculos ao mesmo tempo exigem muito ensaio e muita preparação vocal, física e psicológica. Os temas abordados em ambos os trabalhos são extremamente complexos e delicados, então busco concentrar toda a minha energia para dar o melhor de mim durante o processo de construção do universo destas personagens. Ter seu trabalho reconhecido em São Paulo é muito gratificante, mas a vontade de ir ao Espírito Santo contar estas histórias em palcos capixabas é muito grande”, conta Davi.

 

Cometários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *