ponto_de_onibus___dayana_souza__40__30891-108168Após 16 dias, a greve dos rodoviários da Grande Vitória foi encerrada na tarde da última quarta-feira (10). Na manhã desta quinta-feira (11), a circulação dos coletivos ocorre de forma normal. No entanto, o que muita gente se pergunta é “quanto isso vai pesar no bolso da população?”. Um aumento no preço das passagens é esperado, em virtude do reajuste de R$ 3% nos salários da categoria, conforme decisão da Justiça do Trabalho.

A dúvida da população se justifica já que o salário dos motoristas e cobradores está entre os fatores utilizados para estimar o percentual do reajuste.

Um gerente de garagem, que não quis ser identificado, falou ao ES Hoje, durante a audiência na sede do TRT-ES, na última quarta, que o novo valor deverá ser divulgado entre os dias 20 de janeiro e 10 de fevereiro.

A cozinheira Rose Tavares, 60anos, disse que acredita que haverá reajuste, e reclamou da situação dos ônibus superlotados. “É um absurdo essa greve ter demorado tento tempo. Já pagamos muito caro e andamos em ônibus lotado, sem conforto nenhum. Tenho certeza que a passagem vai aumentar. Agora, vamos aguardar para saber qual será o valor”, comentou.

Já a doméstica Lucilene Paixão da Silva, 43anos, disse que a greve mudou completamente sua rotina e que se sente aliviada com o término. No entanto, ela também teme que agora haja aumento no valor das tarifas. “Tenho Certeza que essa greve era só uma desculpa para que aumentarem a passagem. Agora, nos resta esperar para ver para quanto vai subir”, declarou a doméstica.

Procurada, a Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória informou que o assunto é de responsabilidade da Secretaria Estadual de Transportes e Obras Públicas (Setop). Uma reunião está prevista para ser realizada ainda nesta quinta (11). De acordo com a Setop, a reunião do Conselho Tarifário será convocada, e que não há novidade sobre o assunto. O sindicato das empresas de ônibus da Grande Vitória (GVBus) informou que por, enquanto, não vai comentar o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *