Pouco depois de o Vasco ser derrotado por 2 a 1 pelo Botafogo no clássico realizado na noite deste sábado, em São Januário, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Zé Ricardo pediu demissão do comando do time vascaíno.

O treinador optou por entregar o cargo em meio ao momento instável e tenso vivido pela equipe, que no último domingo havia sido batida por 3 a 0 para o Bahia, em Salvador, onde havia amargado uma derrota pelo mesmo placar diante do adversário no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, no dia 9 de maio.

Ex-treinador do Flamengo, Zé Ricardo começou o seu trabalho como comandante do Vasco no dia 25 de agosto do ano passado. O treinador teve sucesso ao fazer o time evoluir no Campeonato Brasileiro e conquistar uma vaga na Copa Libertadores. Porém, na competição continental o time foi muito mal na fase de grupos e terminou em terceiro lugar de sua chave, ganhando como consolo uma vaga na Copa Sul-Americana.

O pedido de demissão de Zé Ricardo foi confirmado pelo diretor executivo de futebol do Vasco, Paulo Pelaipe, por meio de um pronunciamento em São Januário. “Eu venho aqui informar aos senhores que o técnico Zé Ricardo acaba de pedir demissão do seu cargo. Nós tentamos reverter a situação porque nunca foi o nosso pensamento a saída do profissional. Mas ele se manteve firme nessa posição”, afirmou o dirigente.

“Quero agradecer ao trabalho dele e de toda comissão técnica. Agora, vamos sentar com o Newton Drummond, gerente de futebol, e o presidente Alexandre Campello e buscarmos um nome no mercado. O Valdir Bigode seguirá interinamente à frente da equipe”, completou Pelaipe, confirmando também que o ex-atacante vascaíno dirigirá o time enquanto o clube não acertar a contratação de um novo treinador.

Zé Ricardo comandou o Vasco em 50 jogos, nos quais contabilizou 22 vitórias, 13 empates e 15 derrotas, um aproveitamento de 52,7%. Pelaipe, por sua vez, disse que o comandante alegou “problemas pessoais” como justificativa para pedir demissão e também por crer que “era o momento de abrir espaço para outro profissional” no cargo.

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *