chuva esNas últimas 24 horas as intensas chuvas que caem no Espírito Santo causou rolamento de pedra, transbordamento de rio, queda de muros e deslizamentos de terra em diversos municípios do Estado. Após a quantidade de chuvas, incidentes e avisos meteorológicos, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil decretou alerta máximo para a população.

As chuvas em Vitória registraram um acumulado de 119.5 mm, registrando vários pontos de alagamento, infiltração e risco de queda de teto de casa no bairro Santos Dumont; e ocorrências de deslizamento de terra nos bairros São Pedro, Fradinhos, Santa Tereza, Ilha das Caieiras e Santo Antônio. Nesses dois últimos bairros também houve queda de muro, assim como na Praia do Canto.

pedra2Em Cariacica, onde choveu 122.59 mm, uma pedra rolou na localidade de Serra do Anil. Aconteceu em uma empresa, nas proximidades da Rodovia do Contorno e as vítimas tiveram somente com escoriações. Também houve queda de muro em um ponto de ônibus, em Porto de Santana.

Em Aracruz, que registrou o recorde pluviométrico no Estado, com 165.33 mm, além de vários pontos de alagamento e famílias desabrigadas (o número está sendo levantado pela Defesa Civil), um rio transbordou.

Em Vila Velha, a queda foi de 100.12 mm, com diversos pontos de alagamentos, assim como João Neiva, que registrou 76.23 mm.

Em Santa Leopoldina, além da queda de um muro na região do centro do município, ainda houve quadra de árvores sobre residências e rede elétrica. A precipitação foi de 123.55 mm. Muitas ruas alagadas em Alfredo Chaves e em Linhares, e neste último município as paredes de uma residência desabaram. As precipitações foram respectivamente de 125.4 mm e 104.4 mm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *