O candidato à Presidência, Geraldo Alckmin (PSDB), criticou a matéria do jornal Folha de S. Paulo que afirma que ele teria assinado, enquanto governador do Estado, dois decretos que beneficiaram familiares e que renderam R$ 3,8 milhões a eles em um processo de desapropriação para a construção de uma rodovia em São Roque, a 70 km da capital.

“Uma das matérias mais injustas e inverídicas que já vi. Nenhum parente meu tem propriedade (na região). Um sobrinho da dona Lu foi casado com uma pessoa da região, em separação completa de bens, ela que tinha (propriedades). Não são mais casados”, explicou. ” O governo não pagou um centavo, quem pagou foi o consórcio e quem definiu o valor foi a Justiça.”

Segundo a reportagem publicada neste domingo, os decretos assinados por Alckmin resultaram na desapropriação de imóveis de propriedade de Othon Cesar Ribeiro e Juliana Fachada Cesar Ribeiro. Othon é filho de Adhemar Ribeiro, irmão da esposa do tucano, Dona Lu.

O tucano fez uma caminhada na manhã deste domingo no Campo Limpo, bairro da periferia da zona Oeste da capital. Depois, visitou um evento organizado pela Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA). Em ambos os locais, cumprimentou as pessoas e posou para fotos. (Marcelo Osakabe)

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *