IMG-20170411-WA0067A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) investiga movimentação irregular na entrada de produtos envolvendo combustível no Espírito Santo. Entre eles etanol e nafta para adulterar o produto.

O superintendente da ANP, Marcelo Silva, não revelou detalhes sobre a movimentação. Afirmou que o trabalho segue em conjunto com os órgãos locais para identificar as origens e é desdobramento da operação Ouro Branco, deflagrada pela ANP, Polícia Civil e Procon Estadual na manhã desta terça-feira (11).

De acordo com ele, foram fiscalizados 25 postos de combustíveis na Grande Vitória e coletadas 20 amostras de gasolina e etanol. A princípio não foram constatadas irregularidades, mas as amostras serão enviadas a um laboratório no Rio de Janeiro para análise.

“Em dos testes, chamado de proveta, é misturada água a gasolina. Isso promove uma alteração entre os dois para separar etanol e todos os locais estavam dentro das especificações. O outro foi de vazão, onde em um balde aferidor com gasolina é verificado se o consumidor recebeu o que saiu da bomba”.

De acordo com delegado da Superintendência de Polícia Especializada (SPE), José Arruda, recentemente foram reveladas fraudes em combustível em todo o Brasil. “Sempre recebemos denúncia do consumidor sobre qualidade. Optamos por alguns pontos que estão oferecendo o produto mais barato e fomos verificar alguma adulteração, mas não encontramos”.

O consumidor pode pedir testes para verificar a qualidade do produto no próprio posto. Caso se sinto sentir lesado, deve procurar o Procon. Se confirmadas as irregularidades, o posto pode perder a licença de funcionamento. O responsável responde a inquérito policial com pena de um a cinco anos de reclusão.

A operação continua em todos os postos do Estado. Segundo a ANP, entre outubro de 2016 e março de 2017, 40 postos foram autuados por adulterar combustíveis ou vender quantidades abaixo da descrição da bomba do posto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *