WhatsApp Image 2018-10-10 at 11.43.03As três instituições que compõe a Segurança Pública do Estado – Corpo De Bombeiros, Policia Militar e Policia Civil – e o secretário Nylton Rodrigues, assinaram na manhã desta quarta-feira (10), um acordo que vai potencializar o uso dos cães em algumas missões e trabalhos de salvamento.

Esse acordo surgiu por meio de uma comissão, formada por representantes de cada instituição, para ser um modelo de regulamentação de condutores e cães que atualmente são certificados por instituições e a partir dessa assinatura terão seus treinamentos monitorados pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

O coronel Nylton Rodrigues fala sobre a importância dessa regulamentação “Os cães maximizam a eficiência das nossas instituições, com a assinatura dessa portaria nós estamos regulamentando a certificação desses condutores e de seus cães, isso é inédito aqui no Brasil. Nós criamos uma comissão que irá certificar os nossos cães que atuam na detecção de munição, armamento, droga, cadáver, explosivos e essa certificação vai exigir um treinamento mais qualificado ainda”.

Com o novo treinamento os cães estarão aptos a atuar em novas atividades. “Nós estamos aperfeiçoando a utilização dos nossos cães em algumas operações que não eram utilizados, como por exemplo, na perícia de incêndios feita pelo corpo de bombeiros e Policia Civil vão utiliza-los na detecção de acelerantes, como também na investigação de homicídios onde vamos usa-los na detecção de cadáveres”.  Destaca o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Leonardo Meriguetti.

Atualmente as instituições contam em conjunto com 50 cães já certificados e em formação, sendo 33 da PM, 3 da PC e 14 do Corpo de Bombeiros, porém com a assinatura dessa nova portaria os animais precisarão passar por um novo treinamento, que funcionará como uma reciclagem para que seja emitida a nova certificação pelo Governo Do Estado.

“Nós já fizemos um planejamento conjunto com os especialistas da PM, PC e Bombeiros para que em dezembro desse ano ainda nós possamos realizar a primeira certificação conjunta. Então acreditamos que em pouco mais de dois meses, nós já vamos estar com os novos cães e novos condutores habilitados” conclui Meriguetti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *