Ostentamos, na escala dos países ricos, do mundo, a 8ª posição, pelo que produzimos para o mercado de consumo (PIB).

Como o Brasil é rico, com a miséria que ronda um terço da sociedade brasileira?

Nossas riquezas, o que o empresariado produz, tem como base, em primeiro lugar, o chamado agronegócios. Estamos entre o segundo e o terceiro maiores produtores de grãos do mundo e, em segundo lugar, as produções e exportações de produtos minerais, vindo em terceiro lugar a fabricação de automóveis, onde produzimos internamente os mais caros e vendemos para o exterior, por valores subsidiados, pelos nossos bolsos…

O Brasil não tem uma indústria pujante, moderna. Até a década de 90, produzíamos os piores automóveis do mundo. Nosso desenvolvimento era modesto porque não tinha energia suficiente para gerar riqueza. Construímos Itaipu e outras usinas, mas elas produzem a energia mais cara do mundo, devido aos impostos que os estados cobram. Vejam que o Brasil vende a gasolina mais cara do mundo e a de Vitória, no caso dos combustíveis para aviação, são os mais caros do Brasil.

Mas, por que o país tem as utilidades mais caras do mundo? Porque o governo cobra os impostos mais elevados do mundo. Para se ter uma ideia, a Argentina produz menos soja do que o Brasil, mas recebe maior valor na comercialização do seu produto do que o Brasil, porque ela vende sua soja beneficiada, óleo, a nossos empresários acham mais fácil exportar o produto in natura, permitindo que os importadores beneficiem a soja e ganham mais dinheiro do que nós.

O Brasil é o maior produtor de café do mundo, mas a Alemanha detém o maior mercado de cafés beneficiado do mundo.

O grave problema brasileiro reside na sua infernal burocracia. Tudo que deveria ser abolido de ser tratado em organismos públicos, mereceria não existir. Se você é o síndico de um prédio, por exemplo, a vigilância sanitária obriga que mande lavar a caixa d’água do seu prédio uma vez por ano, sabendo que você não pode lavar sua caixa, precisa contratar uma empresa “especializada” em lavar caixa d’água, caso contrário, sai multado.

Até bem pouco os automóveis no Brasil eram obrigados a possuir, no seu interior, um extintor de incêndio. Felizmente aboliram aquela inutilidade. Estabeleceram uma regra, também, que todos os carros deveriam circular com uma caixa de pequenos recursos médicos, que acabou no nascedouro. A estupidez fez com que aprovassem uma lei proibindo a utilização de saleiro nas mesas de restaurantes do Espírito Santo. Foi tornada sem efeito pela sua inconstitucionalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *